Periodicity.: October - December 2014
e-ISSN......: 2236-269X
Cover Image

Solvency index at differentiated levels of corporate governance according the models from Elizabetsky (1976), Kanitz (1978), Matias (1978) and Altman (1979): the case of the brazilian electricity sector

Flávia Assis Carneiro de Rezende, Andrei Aparecido de Albuquerque, Gustavo Henrique Silva de Souza

Abstract


This Article aimed to identify whether there is a relationship between good practices of corporate governance and the real solvency/insolvency ratio of companies from the Brazilian electricity sector, using to this end, four distinct models for the solvency calculation: Elizabetsky (1976), Kanitz (1978), Matias (1978) and Altman (1979). For this, it was performed a descriptive and experimental study of discriminant type using the linear regression analysis between the periods 2007 to 2011. The results show that there is no a consensus among the models used, because in the Elizabetsky’s model, the companies analyzed show up insolvent, while in models of Kanitz and Matias the companies analyzed show up solvents, and in the Altman’s model there is a balance between solvent and insolvent. Moreover, with the regression analysis, it was found that there were no standards of performance or relations between the solvency indexes and the differentiated levels of corporate governance. That is, good practices of corporate governance – that allow the insertion of the companies best levels of corporate governance listed on the stock exchange – do not necessarily imply in better solvency, as one might assume.

Keywords


Solvency Index; Corporate Governance; Brazilian Electricity Sector

Full Text:

PDF HTML

References


ALVES, D. L.; RIBEIRO, K. C. S.; MANTESE, F. A. O. (2007) Governança Corporativa e o desempenho das ações de empresas do setor elétrico. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO – SEMEAD, 10, Proceedings... São Paulo: FEA-USP.

ALMEIDA, J. C. G.; SCALZER, R. S.; COSTA, F. M. (2008) Níveis diferenciados de governança corporativa e grau de conservadorismo: estudo empírico em companhias abertas listadas na Bovespa. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 2, n. 2, p. 118-131.

ALTMAN, E. I.; BAIDYA, T. K. N.; DIAS, L. M. R. (1979) Previsão de problemas financeiros em empresas. Revista de Administração de Empresas, v. 19, n. 1, p. 17-28.

ÁLVARES, E.; GIACOMETTI, C.; GUSSO, E. (2008) Governança corporativa: um modelo brasileiro, Rio de Janeiro: Elsevier.

ANDRADE, A.; ROSSETI, J. (2009) Governança corporativa: fundamentos, desenvolvimento e tendências, 4 ed. São Paulo: Atlas.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA – ANEEL (2013) Medida provisória 579. [On-Line]. Retrieved from http://www.aneel.gov.br/

ASSAF NETO, A. (2002) Estrutura e análise de balanços, 7 ed. São Paulo: Atlas.

ASSAF NETO, A. (2010) Mercado financeiro, 9 ed. São Paulo: Atlas.

BAPTISTA, D. A. J. F. (2011) Estudo de solvência nas empresas concessionárias de rodovias com capital aberto. Monograph (Bachelor in Business Administration). Distrito Federal: UNB.

BHAGAT, S.; BOLTON, B. (2008) Corporate governance and firm performance. Journal of Corporate Finance, v. 14, n. 3, p. 257-273.

BLOMBERG (2013) [On-line]. Retrieved from http://www.bloomberg.com/

BM&FBOVESPA (2009) Como e por que tornar-se uma companhia aberta utilizando o mercado de capitais para crescer, [On-line]. Retrieved from http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/a-bmfbovespa/download/ComoEPorque_internet.pdf

BM&FBOVESPA (2013) A nova bolsa, [On-line]. Retrieved from http://www.bmfbovespa.com.br/home.aspx?idioma=pt-br

BRÉDART, X. (2014) Financial distress and corporate governance: the impact of board configuration. International Business Research, v. 7, n. 3, p. 72-80.

ELIZABETSKY, R. (1976) Um modelo matemático para decisão de crédito no banco comercial. Dissertation (Master in Business Administration). São Paulo: USP.

ERKENS, D. H.; HUNG, M.; MATOS, P. (2012). Corporate governance in the 2007–2008 financial crisis: Evidence from financial institutions worldwide. Journal of Corporate Finance, v. 18, n. 2, p. 389-411.

FERREIRA, R. N.; SANTOS, A. C.; LOPES, A. L. M.; NAZARETH, L. G. C.; FONSESA, R. A. (2013) Governança corporativa, eficiência, produtividade e desempenho. Revista de Administração Mackenzie, v. 14, n. 4, p. 134-164.

GEOCZE, Z. B. (2010) Níveis diferenciados de governança corporativa e o efeito sobre o risco de suas ações. Revista de Finanças Aplicadas, v. 1, p. 1-23.

GIMENES, R.; URIBE-OPAZO, M. (2001) Previsão de insolvência de cooperativas agropecuárias por meio de modelos multivariados. Revista da FAE, v. 4, n. 3, p. 65-78.

GITMAN, L. (2010) Princípios de administração financeira, 12 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

GONÇALVES, T. A.; LIMA, N. C.; OLIVEIRA, S. V. W. B.; OLIVEIRA, M. M. B.; QUEIROZ, J. V. (2012) Corporate governance in financial strategy of companies listed in Bovespa. International Journal of Business and Commerce, v. 2, n. 1, p. 24-39.

IKENAGA, E.; AZEVEDO, M. A. A.; PUTVINSKIS, P. R. M R. (2009) Governança corporativa e valor do mercado de ações: Caso Eletropaulo, Light e CPFL. Monograph (Bachelor in Accounting). São Paulo: Trevisan Escola de Negócios.

KANITZ, S. C. (1978) Como prever falências, São Paulo: McGraw Hill.

KRAUTER, E.; SOUZA, A. F.; LUPORINI, C. E. M. (2005) Uma contribuição para a previsão de solvência nas empresas. In: SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO – SEMEAD, 9, Proceedings… São Paulo:FEA-USP.

LA ROCCA, M. (2007) The influence of corporate governance on the relation between capital structure and value. Corporate Governance, v. 7, n. 3, p. 312-325.

LEV, B. (1978) Análisis de estados financieros: un nuevo enfoque, Madrid: Esic.

LOPES, J. R. A.; MARTINS, H. C. (2007) Adesão às práticas de governança corporativa e as alterações no custo de capital de terceiros: um estudo das empresas listadas no “novo mercado” e “níveis diferenciados” da Bovespa. Revista de Administração FEAD, v. 4, p. 53-74.

LOPES, J. R. A.; MARTINS, H. C. (2011) Alterações no custo de capital de terceiros: uma análise a partir da adesão de práticas de governança corporativa das empresas listadas no novo mercado e níveis diferenciados da Bovespa. In: Sousa Neto, J. A. De; Martins, H. C. (Orgs.), Finanças e governança corporativa – práticas e estudos de caso. São Paulo: Campus, p. 188-208.

KIM, E. H.; LU, Y. (2013) Corporate governance reforms around the world and cross-border. Journal of Corporate Finance, v. 22, p. 236-253.

MACEDO, M. A. S.; CORRAR, L. J. (2009) Análise comparativa do desempenho contábil-financeiro de empresas com boas práticas de governança corporativa no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPAD – ENANPAD, 33, Proceedings... São Paulo: ANPAD.

MALACRIDA, M. J. C.; YAMAMOTO, M. M. (2006) Governança corporativa: nível de evidenciação das informações e sua relação com a volatilidade das ações do Ibovespa. Revista Contabilidade e Finanças, v. 17, p. 65-79.

MÁRIO, P. C. (2002) Contribuição ao estudo da solvência empresarial: uma análise de modelos de previsão. Estudo exploratório aplicado em empresas mineiras. Dissertation (Master in Acconting). São Paulo: USP.

MARTINS, M. S. (2003) A previsão de insolvência pelo modelo de Cox: uma contribuição para análise das companhias abertas brasileiras. Dissertation (Master in Business Administration). Rio Grande do Sul: UFRS.

MATARAZZO, D. C. (2010) Análise financeira de balanços: abordagem gerencial, 7 ed. São Paulo: Atlas.

MATIAS, A. B. (1978) Contribuição às técnicas de análise financeira: um modelo de concepção de crédito utilizando a técnica estatística de análise discriminante. Monograph (Bachelor in Business Administration). São Paulo: USP.

MIURA, M. N.; CASTRO Jr., D. F. L.; SILVEIRA-MARTINS, E.; LIMA, N. C.; SOUZA, G. H. S. (2013) The global crisis and its impact on the index performance of BM&FBOVESPA. Asian Journal of Business and Management Sciences, v. 2, n. 12, p. 1-12.

NASCIMENTO, S.; PEREIRA, A.; HOELTGEBAUM, M. (2010) Aplicação dos modelos de previsão de insolvências nas grandes empresas aéreas brasileiras. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, v. 15, n. 1, p. 40-51.

REBELLO, M. B. (2010) Modelos de previsão de insolvência: uma análise comparativa de seus resultados. Dissertation (Master in Accounting). Santa Catarina: UFSC.

REIS, A. (2009) Demonstrações contábeis: estrutura e análise, 3 ed. São Paulo: Saraiva.

REYNA, J. M. S. M.; VÁZQUEZ, R. D.; VALDÉS, A. L. (2012) Corporate governance, ownership structure and performance in Mexico. International Business Research, v. 5, n. 11, p. 12-27.

RIBEIRO, M. O.; BOLIGON, J. A. R. (2009) Análise por meio de índices financeiros e econômicos: um estudo de caso em uma empresa de médio porte. Disciplinarum Scientia, v. 5, n. 1, p. 15-34.

ROGERS, P.; SECURATO, J. R.; RIBEIRO, K. C. S. (2008) Governança corporativa, custo de capital e retorno do investimento no Brasil. REGE Revista de Gestão, v. 15, n. 1, p. 61-77.

ROSSONI, L.; MACHADO-DA-SILVA, C. L. (2013) Legitimidade, governança corporativa e desempenho: análise das empresas da BM&FBOVESPA. Revista de Administração de Empresas, v. 53, n. 3, p. 272-289.

ROUT, U. K.; AKIMOTO, K.; SANO, F.; ODA, J.; HOMMA, T.; TOMODA, T. (2008) Impact assessment of the increase in fossil fuel prices on the global energy system, with and without CO2 concentration stabilization. Energy Policy, v. 36, n. 9, p. 3477-3484.

SAMOHYL, R. W. (2009) Controle estatístico de qualidade, Rio de Janeiro: Elsevier.

SERAFIM, L. S.; GOMES, L. L. (2011) Influência da governança corporativa nas ações do setor elétrico brasileiro: uma análise através da medida ômega. Final Report of Pibic (Scientific Initiation in Business Administration). Rio de Janeiro: PUC-RJ.

SILVA, J. (2008) Análise financeira das empresas, 9 ed. São Paulo: Atlas.

SILVA, R. M. L. (2010) Volatilidade dos retornos e governança: um estudo de eventos da crise do Subprime. Dissertation (Master in Business Administration). Rio Grande do Norte: UFRN.

SILVA Jr., R. R.; JUNQUEIRA, L. R; BERTUCCI, L. A. (2009) A relação entre a adoção das práticas da governança corporativa e a alavancagem financeira das empresas brasileiras do setor energético no ano de 2008. Gestão e Sociedade, v. 3, n. 6, p. 315-334.

SILVEIRA, A. D. M. (2002) Governança corporativa, desempenho e valor da empresa no Brasil. Dissertation (Master in Business Administration). São Paulo: USP.

TALAMO, G. (2011) Corporate governance and capital flows. Corporate Governance, v. 11, n. 3, p. 228-243.

WANG, X.; DENNIS, L.; TU, Y. S. (2007) Measuring financial condition: a study of U.S. States. Public Budgeting & Finance, v. 27, n. 2, p. 1-21.

ZIM, R. A. (2009) A política de gestão de riscos e o conflito de agência. Thesis (Doctorate in Business Administration). Rio Grande do Sul: UFRS.




DOI: http://dx.doi.org/10.14807/ijmp.v5i4.229

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c)



LIBRARIES BY

Logo Gaudeamus

Logo INDIANA

Logo CHENG KUNG

Logo UTEP

Logo MOBIUS

Logo UNIVEM

Logo Kennedy

Logo Columbia

Logo UCS

Logo MSG/UFF

Logo OPT

Logo Biblioteca Professor Milton Cabral Moreira

Logo UFL

Logo ULRICHSWEB

Logo UNISA