PROPOSTA DE UM MODELO MATEMÁTICO PARA APOIO ÀS DECISÕES TÁTICAS DA GESTÃO DA PRODUÇÃO

Paulo Cesar Chagas Rodrigues (paulo@paulorodrigues.pro.br)
Departmento de Produção, Universidade Estadual Paulista, Campus Guaratinguetá
February, 2014
Full text (external site)
 
Bachelor in Management, Master in Production Engineering and pursuing PhD in Mechanical Engineering. From 2008 to 2011 was a professor of Business Administration courses and Sugarcane Production Technologist at Universidade do Sagrado Coração (USC) in Bauru, SP, Brazil. Since 2011 he has been exclusively dedicated to teaching in technical courses in Agribusiness and Events, at the Federal Institute of Education, Science and Technology of São Paulo (IFSP).
 

Abstract

As empresas de manufatura, em geral, buscam desenvolver práticas de gestão da demanda e estabelecer uma estratégia produtiva que permitam redução dos custos de estocagem e possível ganho de produtividade. O objetivo desta pesquisa é desenvolver e aplicar um modelo matemático que minimize os custos de produção e armazenagem dos estoques de matéria-prima e de produtos acabados, considerando a possibilidade de realizar a postergação dos estoques, em empresas do setor gráfico. O método de pesquisa adotado foi de natureza aplicada, com uma abordagem quantitativa, com objetivo exploratório e descritivo. Os procedimentos técnicos adotados foram o levantamento bibliográfico, análise documental e modelagem matemática. A partir de dados reais de empresas do setor gráfico, os resultados obtidos com a aplicação do modelo, quanto aos volumes de produção, das matérias primas a serem adquiridas para a produção e aos custos e tempos de produção envolvidos, foram validados pelos profissionais das empresas estudadas. Com a aplicação do modelo matemático nas empresas objeto de estudo, pôde-se confrontar os resultados obtidos com o modelo e aqueles apresentados pelas empresas pesquisadas. Isso permitiu uma análise do comportamento do modelo desenvolvido e a possível influência na estratégia produtiva de cada empresa, no que diz respeito à formulação da estratégia de produção e sua influência quanto à aquisição das matérias-primas e do armazenamento dos produtos acabados. Outro resultado alcançado foi o de desenvolver um modelo em Excel que pode ser utilizado por empresas dos mais diversos portes e podendo vir a ser uma interface entre o ERP e o APS.